Allianz Parque tem treinamento antiterrorismo com bombas e 30 policiais

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Allianz Parque foi palco de um treinamento antiterrorista nesta segunda-feira(24). Na atividade o grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) da Polícia Militar de São Paulo, utilizou explosivos de verdade para simular um ataque.

Em uma das ações, um terrorista atirava indiscriminadamente nas vítimas na arquibancada da arena. Os policiais, então, invadiam o local e matavam o criminoso.

Depois, uma simulação com reféns foi feita e, e por último, uma vistoria no estádio vazio em que uma ameaça terrorista era encontrada e posteriormente detonada.

Participaram da atividade cerca de 60 pessoas, sendo 30 policiais. "O terrorismo é algo presente no mundo, uma preocupação de todos os países. Apesar de não ocorrer frequentemente atos terroristas no Brasil, não é algo impossível de acontecer. Por essa razão, temos que estar sempre preparados para qualquer tipo de ameaça e investimos constantemente no mercado de segurança", explicou Eduardo Rigotto, gerente geral do Allianz Parque.

Além das partidas do Palmeiras, o Allianz Paquer se prepara para sediar diversos shows nos próximos meses. Entre eles, Bon Jovi (23/09), Paul McCartney (15/10) e Coldplay (07/11).

 

 

São Paulo / SP
Brasil